Dallier e o Morro da Conceição

Veja meu outro blog de crônicas. http://dalliercronicas.blogspot.com

29.5.06


para Dallier, que me devolveu as cores Wanda Lins

no solitário céu de minha infância reinava um sol
de negro chumbo que, de tão implacável
apagou minha luz

acabei no seguro-invalidez
(mental, entendamo-nos)

longa foi a morte aterrador o enterro
onde eu era o cadáver o caixão e o séqüito

a juventude só agora chegou
com a alma todinha remendada
e as mãos já quase enrugadas

mas delas rebentam buquês
de cores e palavras

3 Comments:

Postar um comentário

<< Home